A GENEALOGIA DA FAMÍLIA GURGEL

Recebo do Sr. Ormuz Barbalho Simonetti uma mensagem eletrônica em que ele me pede a colaboração para atualizar a lista dos descendentes de Almerinda Gurgel do Amaral, minha avó materna, o que já começo a providenciar.
O Sr. Ormuz Simonetti, bancário aposentado do BB, e que reside em Natal - RN, edita o Genealogia, blog em que podem ser lidas as suas crônicas - A PRAIA DA PIPA DOS MEUS AVÓS, também publicadas no Jornal Tribuna do Norte - assim como os depoimentos que ele recebe de seus inúmeros amigos e leitores.
Historiador e genealogista, este intelectual norte-riograndense participa de várias sociedades ligadas a estas duas áreas do conhecimento. E dedica-se atualmente, com as pesquisas genealógicas que faz, a escrever sobre a família GURGEL, daí me haver solicitado o envio de informações a respeito.

60 comentários:

Leopoldo Gurgel disse...

Gostaria de saber como faço para ter acesso a uma via deste estudo. Sou descendente da família embora o sobrenome studart nao nos acompanhe há duas gerações.

Paulo Gurgel disse...

Meu caro Leopoldo,
O livro que reúne mais informações sobre a família Gurgel é...
AMARAL, Aldysio Gurgel do - "Na Trilha do Passado"
Não sei onde pode adquiri-lo e não existe em edição eletrônica.
Possuo um único exemplar do mesmo e terei prazer em lhe enviar fotocópias da parte em que seu ramo familiar esteja inserido, desde que me informe os nomes de seus pais, avós etc.
Um abraço.

Diego Gurgel disse...

Aqui no Acre, na cidade de Rio branco, capital do estado, temos muitos "gurgéis" muitas vezes que não se conhecem! A partir de agora vamos procurar nos unir e pesquisar mais!

Paulo Gurgel disse...

Concordo(amos).
Uma sugestão a você, Diego Gurgel: Volte a postar em seus blogs.

Mariana Gurgel disse...

Olá... Já conhecia a história da minha família de uma forma bem básica, mas eu não tenho nenhuma edição do livro com o registro dos familiares. Vi que o senhor estava disposto a procurar o ramo familiar de um outro Gurgel a partir dos nomes dos antepassados, mas não sei se o meu estaria no mesmo livro, pois até onde sei, meu ramo não veio de dentro do país, mas da Alemanha mesmo. Será??? Soube também que o livro é reeditado de tempos em tempos... Nem sei quantos livros e quais as variações dele existem. Parece que o nome dos meus irmãos chegaram a entrar em uma edição... Bom... Meu e-mail é m.gurgel1989@gmail.com

Mariana Gurgel disse...

Ai... Não sei se meu comentário foi publicado... Bom, estou interessada em encontrar meu ramo familiar dentro da família. Meu e-mail: m.gurgel1989@gmail.com Aguardo o contato :)

Paulo Gurgel disse...

Minha cara Mariana,
Toda a família Gurgel no Brasil descende do francês Tous-Saint Gurgel que chegou ao Brasil em 1595. Tous-Saint era da região da Alsácia, França, sendo filho de pai alemão com mãe francesa.
Você pode ler a história completa neste link: http://gurgel-carlos.blogspot.com.br/2010/09/origem-da-familia-gurgel-do-amaral.html
Mariana, não há edições periódicas do livro "Na Trilha do Passado", que constitui minha principal fonte de pesquisa sobre a genealogia de nossa família.
Envie-me os nomes de seus irmãos, pais, avós etc. para eu tentar localizar o ramo da família a que você pertence.
Um abraço.

Paulo Gurgel disse...

Correspondência trocada com Mariana Gurgel através do e-mail:

03/10/14
Tataravô - Alcides Gurgel
Bisavô - Ary Duarte Gurgel (acho que era de 1915)
Avô - Laerte Gomes Gurgel (acho que de 1945)
Tia avó - Silvia Gomes Gurgel (Atual Silvia Gurgel Zogaib) (n sei)
Mãe - Mônica Inêz Nunes Gurgel (Atual Mônica I. Gurgel da Silva) (1965)
Tia - Patrícia Inêz Nunes Gurgel (Atual Patricia I. Gurgel Rodrigues) (n sei)
Irmão - Macário Francisco Pereira da Silva Filho (1983)
Irmão - Diogo Gurgel da Silva (1985)
Mariana Gurgel da Silva (eu) (1989)
Ainda tenho infinitos primos aqui no Rio, mas eu não saberia dizer quem é filho de quem.
Costumava acontecer, aqui no Rio, reuniões dos GURGEL em um bairro próximo a minha casa, mas eu nunca tive o prazer de participar e eu não sei se elas ainda acontecem atualmente.
Adoro saber do sobre meu lado Gurgel, é uma honra :)
Aguardando ansiosamente :)
Abraços,
Mariana Gurgel

06/10/14
Olá, Mariana.
Os nomes que você me enviou não constam do livro "Na Trilha do Passado", o que eu já esperava. Pois esta minha fonte de consulta se concentra nos membros da família Gurgel que vivem/viveram no Ceará, Rio Grande do Norte e Pernambuco.
Mas a família Gurgel no Brasil começou no Rio de Janeiro, onde você vive.
Qualquer novidade volto a lhe escrever.
Paulo Gurgel

06/10/14
Pois é... Há um livro, cujo nome eu não sei, que possui o nome dos meus familiares aqui no Rio. Um primo meu possui esse livro, mas quase nunca o encontro e ele já é bem mais velho, porque ele é primo em primeiro grau do meu avô. Com a vida atribulada, é bem difícil encontrá-lo e buscar saber mais sobre o tal livro... rs
Mas, de qualquer forma, agradeço seu auxílio e espero manter contato com você que, provavelmente, é um tio ou um primo muito distante... :D
Viva os Gurgel!!!
Abraços,
Mariana Gurgel

Lais Gurgel disse...

Ola eu fiquei sabendo que a familia Gurgel é só uma originada de Fortaleza e meu pai meu avo minha avo meu tio e minha tia são todos de lá eu sou prima da miss brazil Melissa Gurgel elana oame conhece e nem eu conheço ela também por que eu acho que ela não mora no Brasil

Paulo Gurgel disse...

Laís,
A família Gurgel originou-se no Rio de Janeiro, do casamento do francês Tous-Saint Gurgel com a brasileira Domingas Amaral.
A família cresceu muito do século 16 para cá. Há membros da família Gurgel principalmente nos estados do RJ, CE e RN.
Leia mais sobre a nossa família indo para:
http://gurgel-carlos.blogspot.com.br/2010/09/origem-da-familia-gurgel-do-amaral.html
Um abraço.

Lucas Gurgel disse...

Paulo, moro em Fortaleza também e gostaria de saber se existe algum modo de adquirir o livro "Na trilha do passado". Meu sobrenome é "de Araújo Gurgel", também gostaria de saber se existe alguma forma de contactá-lo a fim de saber mais acerca de pesquisas genealógicas pois pretendo fazer tais pesquisas também com relação a família de minha mãe "de Araújo". Desde já gostaria de agradece-lo pela atenção.

Paulo Gurgel disse...

Lucas,
Não sei onde você pode adquirir em Fortaleza o livro do Aldysio. Tampouco, que eu saiba, existe uma edição eletrônica do livro.
O Sebo Mimosa divulga ter um exemplar.
http://www.sebomimosa.com/livro-na-trilha-do-passado-genealogia-da-familia-gurgel-aldysio-gurgel-do-amaral
A conferir.

Lucas Gurgel disse...

Em algumas pesquisas achei o livro em uma biblioteca nos EUA, como conseguiu o livro? E vc tem alguma dica pra quem pretende iniciar pesquisas genealógicas? Obrigado pela atenção!

Anônimo disse...

No Sebo Mimosa em disponibilidade aparece esgotado.

Paulo Gurgel disse...

Lucas,
Consegui esse livro há muito tempo.
Não faço pesquisas genealógicas, apenas organizo os dados genealógicos que estão disponíveis em meu ramo familiar.
Mas, na internet, há sites que ensinam - passo a passo - o assunto.
Minha pouca experiência é somente com o MyHeritage. Nele, construí a árvore genealógica de minha família a partir dos meus avós. Infelizmente, este site não possibilita o compartilhamento.
Mas, no Google Docs, fiz isto que posso compartilhar com você:
https://docs.google.com/document/d/1mLI3L1t-KCgBKu808e3K8VXy_jKgXoxTP0biAQOMIrI/edit
1 = pais | 2 = filhos | 3 = netos | 4 = bisnetos
Um abraço.

Lucas Gurgel disse...

Muito Obrigado pelas respostas Paulo. Faço direito na UFC aqui de Fortaleza e conversando com alguns professores fui orientado a mandar um documento solicitando algumas certidões aos cartórios das cidades onde nasceram meus avós, além disso a Igreja antigamente arquivava documentos como certidão de nascimento, de casamento, óbito... Vou seguir com minhas pesquisas e também com a procura do livro, obrigado pela ajuda!!

antonio gurgel disse...

meu avô era urcesino gurgel do amaral gostaria de conhecer mais parentes

Paulo Gurgel disse...

Antonio, olá.
Estou viajando nas próximas horas para Brasília e outras cidades.
Ao retornar para Fortaleza, na próxima semana, farei uma pesquisa sobre o ramo genealógico de seu avô Urcesino.
Encontrando, ou não, alguma informação lhe darei a resposta.
Um abraço.

Paulo Gurgel disse...

Olá, Antonio Gurgel.
No livro de genealogia do Aldysio Gurgel, publicado em 1986, consta o nome de URCESINO GURGEL DO AMARAL (pág. 185), nascido em Aracati-CE, provavelmente em 1870, proprietário rural.
Foi casado com uma prima de nome ESTER GURGEL DO AMARAL.
O casal gerou 13 filhos: Belsan, Helia, Filomena, Euclides, Ester, Silvia, URCEZINO GURGEL DO AMARAL FILHO (pág. 186), Celestina, Nayda, Irma, Euripedes, Aurea e Hilton.
Corresponde ao que você sabe?
Um abraço.

Gustavo Gurgel disse...

Boa tarde Paulo,
Me chamo Gustavo Gurgel do Amaral, Neto do Dr. Aldysio Gurgel que escreveu o livro genealógico "Na trilha do passado" como meu avô faleceu, seria interessante uma segunda edição dele. Mas me lembro que em vários momentos de dúvidas que nós os mais jovens tínhamos a respeito de nossa origem, meu avô explicou que todo Gurgel é parente, uma só família repleta de derivações já que somos todos descendentes do Comandante Toussaint Gurgel. Isso no Brasil, porém, a origem européia vem de fato da Alemanha, já q o Pai do Cmte era Alemão e possuíamos uma linhagem nobre. Claro que não consta no livro pois o mesmo refere-se aos parentes oriundos no Brasil. Forte abraço

Paulo Gurgel disse...

Meu caro Gustavo, olá.
Toda a família Gurgel no Brasil descende do casamento do francês Tous-Saint Gurgel, que chegou ao Brasil em 1595, com a brasileira Domingas Amaral, de família portuguesa.
Tous-Saint era da região da Alsácia, França, sendo filho de pai alemão com mãe francesa.
Pelo tempo em que o livro do Aldysio Gurgel foi publicado já está a merecer uma segunda edição.
Para evitar problemas autorais, o ideal seria que algum descendente de Aldysio se dispusesse a fazê-lo.
Com relação ao ramo da família Gurgel a que pertenço, venho mantendo no Google Docs uma relação atualizada com os dados de todos os membros da família.
Ir para:
https://docs.google.com/document/d/1Ss5xkuuIbgQ8zz6IU8-hPRkkNY0_Vb1IfLoyJRmGuhk/preview

Michele Gurgel disse...

Olá! Sou carioca descendente dos Gurgeis!!! Minha "árvore" ficou assim:Toussaint Gurgel ➡Ângela do Amaral Gurgel (+outros)➡ Claudio Gurgel do Amaral (+outros)➡Maria Gurgel do Amaral(+)➡João Lopes de Alencar(+)➡José Gurgel do Amaral(+)➡José Gurgel Amaral Filho(+)➡Cândido Gurgel do Amaral(+)➡Vicente Gurgel do Amaral(+)➡Eugênio Gurgel do Amaral(+)➡Minha avó(+)➡Meu pai(+)➡Eu

Adriano Gurgel disse...

Olá Paulo, Boa tarde. Minha querida avó, Madalena Gurgel Rodrigues veio de Acopiara para São Paulo com minha mãe criança... como faço para ter mais informações da família? Abraços

Paulo Gurgel disse...

Olá, Adriano.
No site "Família Gurgel de Acopiara", no artigo "Chico Guilherme, a hora e a vez do Coronel", de autoria do jornalista JB Serra e Gurgel, em seu último parágrafo há uma citação de MADALENA GURGEL RODRIGUES, de Acopiara.
Verifique se corresponde à pessoa sobre a qual você procura informações.

Paulo Gurgel disse...

Retorno para acrescentar o endereço eletrônico do artigo:
http://familiagurgeldeacopiara.com.br/index.php/familias/minervina-gurgel-valente-e-antonio-henrique-da-silva/84-familias/98-acopiara-e-o-centenario-de-alcebiades-da-silva-jacome

Yoga no Parque disse...

A todos um Feliz Ano Novo.

Sou Studart Gurgel.
A origem da família Gurgel, sempre achei tratar-se da Alemã. Porém ao acessar um site do Cemla, verifiquei uma chegada de um Gurgel em 1913 de "Joine Gurgel" ao porto de Hamburgo, de origem russa.
Agradeço resposta.

Rosângela

Cleilson Gurgel disse...

Ola sou um gurgel tbm e amo esse meu sobrenome vamos fazer um grupo no zap e reunir todos ou quase todos d nossa familia abraço 021998174404

Cleilson Gurgel disse...

Ola que bom ser de uma familia q e estudiosa e tem uma bela historia

Cleilson Gurgel disse...

Oi mariana
Meu nome e Cleilson Gurgel vi vc falando com o paulo tbm moro no rio e adoraria saber mas tbm sobre nossa familia a diferença q meus pais sao do ceara. Ai fica mas facil vlw abraço

Paulo Gurgel disse...

Olá, Cleilson.
Alegro-me com seu interesse pela família Gurgel, da qual você faz parte.
Você inclusive divulga seu telefone para fazer um grupo zap, o que é uma boa iniciativa.
Há alguns anos organizei a genealogia do ramo da família a que pertenço. Foi um trabalho em que pesquisei cinco gerações, obtendo um documento que mantenho atualizado.
Sugiro que você faço o mesmo com relação a seu grupo familiar, enquanto a coleta de dados ainda não é difícil.
Como modelo, você pode usar o meu documento, o qual está disponível no Google Docs.
Um abraço.
Ir para:
http://docs.google.com/View?id=dhbszt8w_1276cxbvkvhq

Gleicigene Bezerra disse...

Olá Paulo, sou historiador e estou fazendo uma pesquisa sobre a familia Gurgel, especificamente sobre os membros que vieram do Ceará para fundar o povoado de Pedra de Abelhas em Apodi/RN. gostaria se possível uma ajuda sua. Se tens a sequencia em sua fonte a partir de Tiburcio Valeriano Gurgel casado com Caetana Jesumira de Oliveira. Assim como seus filhos, me envie. Ficarei muito grato.

Paulo Gurgel disse...

Olá, historiador Gleicigene Bezerra.
TIBÚRCIO VALERIANO GURGEL DO AMARAL, nascido em 14/04/1843, na Fazenda Porteiras, em Aracati-CE, foi o 18º filho de José Gurgel do Amaral Filho e o 6º filho de Maria Joaquina de Moura Ferreira, com quem o Patriarca de Aracati casou em segundas núpcias, após ficar viúvo de Quitéria Ferreira de Barros (Joaquina e Quitéria eram primas).
Emigrado de Aracati para o Oeste Potiguar, Tibúrcio fundou a propriedade denominada "Brejo do Apodi", encravada no atual município Felipe Guerra - RN.
Em 24/11/1868, ele casou com a sobrinha Caetana Gesumira Gurgel de Oliveira, nascida em 08/07/1851, em Caraúbas-RN. Foram padrinhos do casamento Cândido Gurgel do Amaral (irmão) e o deputado Lino Constâncio de Brito Guerra (primo). Tinham: ele, 25 anos, e ela, 17 anos.
Em 24/11/1918, completaram Bodas de Ouro, havendo missa na Capela de N. S. Perpétuo Socorro, edificada às expensas dele no lugar denominado "Pedra da Abelha".
A missa foi também celebrada em regozijo por ter sido Tibúrcio vitorioso em um litígio pela manutenção da posse de sua propriedade.
Fonte: "Na Trilha do Passado" (c/ uma correção de data), de Aldysio Gurgel do Amaral.
Cordialmente,
Paulo Gurgel
PS - Os nomes dos descendentes de Tibúrcio e Caetano até 1985 estão no Bloco 18 (p. 213-223) do livro supra citado.

Thallita Gurgel disse...

Olá também queria saber mas da história da minha família meu avô era Pedro Domiciano Gurgel minha mãe Aparecida de cassia da silva Gurgel

Paulo Gurgel disse...

Thallita,
Em que lugar do Brasil você mora? Sabe de ancestrais em seu ramo da família Gurgel que já viveram no Ceará e Rio Grande do Norte?

Cris Gurgel disse...

Olá, meu nome é Cristiane Gurgel, moro em Belo Horizonte, mas minha família mora em Governador Valadares, porem não sei nada sobre o sobrenome Gurgel, meu avô se chamava Arlindo Gurgel e meu pai se chama Edson Gurgel. Gostaria de saber mais sobre nossa familia.

Paulo Gurgel disse...

Cris, olá.
Não disponho de informações sobre o ramo da família Gurgel que vive em Minas Gerais. Minha fonte de dados abrange principalmente os ramos da família no Ceará e no Rio Grande do Norte.
Sugiro que você comece a elaborar o seu mapa genealógico com as informações obtidas de seus parentes mais próximos. A hora é agora.
A título de orientação, envio-lhe um link para que você acesse o levantamento genealógico que fiz para cinco gerações de descendentes de Almerinda Gurgel, minha avó materna.
https://docs.google.com/document/d/1Ss5xkuuIbgQ8zz6IU8-hPRkkNY0_Vb1IfLoyJRmGuhk/preview
Use-o como modelo.
Boa sorte.

João Pedro disse...

Olá Paulo,
pertenço a família Gurgel de Minas Gerais, sendo meus ancestrais Salvador Carvalho do Amaral Gurgel- Aires Joaquim do Amaral Gurgel - Antonio da Paixão Gurgel - Joaquim Pereira Gurgel - Antonio Neto - meu pai - eu. Nossa família era proprietária de uma fazenda de café próxima ao município de Jequeri-MG até por vonta 1946. Consultando um amigo genealogista, descobri que Toussaint Gurgel era na verdade irmão de Domenique de Gourges, e assim sendo, o ramo brasileiro desta família. Gostaria de manter contato. segue meu email: joaodeacaia@gmail.com

Paulo Gurgel disse...

Olá, João Pedro.
Não sei se essa relação parental de Toussaint Gurgel com Domenique de Gourges é possível.
Toussaint (ou Tous-Saint) Gurgel era da região da Alsácia, França, sendo filho de pai alemão com mãe francesa. Toda a família Gurgel em nosso país descende de Toussaint Gurgel (que chegou ao Brasil em 1595) e de Domingas do Amaral, filha de lusitanos, com quem ele se casou.
http://gurgel-carlos.blogspot.com.br/2010/09/origem-da-familia-gurgel-do-amaral.html
Gourgues ou Gourgue era uma família da Gasconha. Os membros desta família ocuparam cargos importantes no governo, no clero e na ciência da França, da Baixa Idade Média ao final do século 19.
http://blogdopg.blogspot.com.br/2016/01/a-familia-gourgues.html
Quanto a Domenique de Gourgues (1530-1593), ele foi um oficial do exército de Carlos IX, rei da França. Em 1568, liderou um ataque contra os espanhóis na Flórida, em resposta a um massacre de franceses em Fort Caroline.
http://blogdopg.blogspot.com.br/2016/06/dominique-de-gourgues.html
Em Angola, há também o sobrenome Gourgel, que é o 93º do rank no país.
http://gurgel-carlos.blogspot.com.br/2015/11/estatisticas-sobre-os-sobrenomes-gurgel.html
Um abraço, primo.

Barbara Gurgel disse...

Boa noite sou da familia gurgel
E gostaria de saber mas da história da nossa família
Pq minha mãe comentou que nossa família teve uma maldição.?

Paulo Gurgel disse...

Olá, Bárbara.
É provável que sua mãe não tenha falado de uma maldição, e sim de um crime de vingança que ocorreu no passado.
Esta é a história mais aceita sobre o início da família Gurgel no Brasil:
http://gurgel-carlos.blogspot.com.br/2010/09/origem-da-familia-gurgel-do-amaral.html

Lyslen Fernandes disse...

Olá Pablo, gostaria de saber mais a respeito do seu início da familia gurgel na cidade de Caraúbas no RN. Sou descendente e recentemente comecei a fazer a árvore genealógica da nossa familia q não é pequena(minha bisa teve 13 filhos) e me intereessei bastante sobre esse assunto.
O que sei é quem meu bisavô se chamava Meton Gurgel e casou com Julieta Fernandes Soares.
No site myheritage descobri alguns parentes de vó Julieta. Mas de vô Meton, não achei ainda.. VC só estuda a familia gurgel, me interesso pela Fernandes tbm, embora seja mais comum.
Lhe serei grata se puder me ajudar..
Aguardo!!

Paulo Gurgel disse...

Olá, Lyslen.
No livro "Na Trilha do Passado", de Aldysio Gurgel do Amaral, no Bloco 9, constam os nomes de:
Bn. 45 - Meton Fernandes Gurgel, Cc. Maria Julieta Soares c/geração
Bn. 46 - Mauro Fernandes Gurgel, Cc/ geração
Bn. 47 - Maria Aldenora Fernandes Gurgel, Cc. Raimundo Rozendo Gurgel (Vide Bloco 10)
Bn. 48 - Ismaelita Fernandes Gurgel, n. Caraúbas (RN), Cc/ geração. Residente naquela cidade
Foram filhos de:
N. 12 - Jacob Gurgel Oliveira, n. 10/06/1894, Cc. s/ prima Maria Amélia Fernandes (dona Mimosa), n. 10/06/1990, filha de Delfino Fernandes de Oliveira
Jacob, por sua vez, foi filho de:
F. 1 - Raimundo Gurgel de Oliveira, n. 14/03/1846 em Caraúbas e f. 19/10/1921; fazendeiro e comerciante no RN; Cc. s/ sobrinha Simôa Gaudiosa de Oliveira, n. 28/10/1850, filha de Luiz Gonzaga de Brito Guerra e Maria Mafalda de Oliveira.
Raimundo Gurgel, por sua vez, foi filho de:
Quitéria Gurgel do Amaral, n. nov. 1822, na Fazenda Porteiras, em Aracati-Ce e f. 1897 em Caraúbas-RN. Em 30/11/1839, com 17 anos, Cc. Antonio Francisco de Oliveira, Ten Cel da Guarda Nacional em Caraúbas, que nessa data estava viúvo e contava com 55 anos.

Primenia Adelaide GURGEL Jales disse...

Sou filha de Romulo Fernandes Gurgel e Adelaide Simonetti doNascimento Gurgel e neta de Nizario Gurgel

Paulo Gurgel disse...

Olá, Primenia.
Li a sua mensagem mas, por algum "bug" no Linha do Tempo, a mesma não consegue ser publicada na íntegra.
Quanto à hipótese da relação parental de Toussaint Gurgel com Domenique de Gourges, o que tenho a dizer já está na resposta que dei ao leitor João Pedro (cujo e-mail é também o seu).

Paulo Gurgel disse...

Regina Banhos (há 18 horas por e-mail) para mim:
Prezado Paulo,
Boa noite!
Estou fazendo um estudo sobre a minha árvore genealógica...
Vi, pelo seu blog, sobre o livro " Na trilha do Passado"... E gostaria de saber se consta algum registro de minha avó ROSA GURGEL BANHOS, casada com meu avô Raimundo de Oliveira Banhos, filho de Antônio Francisco de Oliveira Banhos... Eles criaram os filhos em Belém...Mas, segundo me consta, são oriundos do RN.
Não consigo achar nada de minha avó...
Muito obrigada pela atenção.
Paulo Gurgel Carlos da Silva (há 0 minuto por e-mail) para Regina:
Olá, Regina Banhos!
Não encontrei no livro "Na Trilha do Passado" registro do nome ROSA GURGEL BANHOS.
Você sabe dizer qual é o nome de solteira de sua avó? Certamente, ela tinha outro sobrenome em vez de BANHOS (que ela adquiriu pelo casamento).
Sabe também dizer o nome de seu bisavô ou bisavó que era GURGEL?
Atenciosamente.
Paulo Gurgel
http://gurgel-carlos.blogspot.com/

Regina Banhos de Oliveira disse...

Olá Paulo, boa noite.

Descobri que o nome do meu bisavô era Benevenuto Batista Gurgel. Sua filha, minha avô Rosa Gurgel Banhos, faleceu em 10/mar/1937, com 53 anos, em Belém-PA,onde está sepultada.
Eles viveram um período em Anajás-PA. Meu avô trabalhava no cartório.
Obrigada pela atenção.




Regina Banhos de Oliveira disse...

Complementando:
A irmã de minha avô se chamava Josefina Gurgel de Castro.
Obrigada pela atenção.
Regina Banhos

lourena pontes disse...

Minha família é Amaral de Aracati. Gostaria de saber se você sabe o nome completo dos filhos do segundo casamento de José Gurgel do Amaral Filho com Maria Joaquina de Moura Ferreira. Encontrei o seu site e outro site que falam da Família Gurgel do Amaral e da descendência de Toussaint. Gostaria de saber se minha trisavó é filha de José Gurgel de Amaral Filho. Ela se chamava Francisca Cândida do Amaral e casou-se com José Antônio de Lima. Grata.

Regina Banhos de Oliveira disse...

Prezada Lourena,
Estou estudando o assunto há muito....mas por hora, não tenho como pesquisar nos meus arquivos.....Tenho bastante material, e sendo auxiliada pelos genealogistas que tratam da Família Gurgel, inclusive o Sr.Paulo Gurgel, que me deu orientações valiosas. Essa informação de que minha avó tinha ligação com a familia Amaral e tem vínculos com S.José de Mipibú, é muito recente e ainda busco dados p/comprovação.
Guardarei sua msg, se tiver alguma novidade, volto para lhe informar.
Um abraço
Regina Banhos

Paulo Gurgel disse...

Lourena, olá.
José Gurgel do Amaral Filho, o Patriarca de Aracati, nasceu em 28 de janeiro de 1784, na Fazenda Porteiras (Aracati). Casou-se, em primeiras núpcias, com Quitéria Ferreira de Barros, que faleceu em 5 de agosto de 1831, e, em segundas núpcias, com Maria Joaquina de Moura Ferreira, prima de Quitéria.
José Gurgel teve 20 filhos, 12 com Quitéria e 8 com Maria Joaquina.
Os filhos de JOSÉ GURGEL DO AMARAL FILHO com MARIA JOAQUINA DE MOURA FERREIRA foram:
FRANCISCA, FILOMENA (ou PHILOMENA), OLÍMPIA, EUCLIDES, FELISMINA, TIBÚRCIO VALERIANO, JOSÉ e GESUMIRA (ou JESUMIRA), todos com os sobrenomes GURGEL DO AMARAL..
Em minha fonte de consulta ("Na Trilha do Passado") não consta o nome de FRANCISCA CÂNDIDA DO AMARAL.

Rodrigo Gurgel disse...

Olá Dr. Paulo Gurgel! Também dedico parte do meu tempo livre a colher informações para montar a enorme árvore da família Gurgel. No site familysearch.org o livro "Na trilha do passado" foi totalmente transcrito para uma grande árvore genealógica. Lá encontrei meu bisavô, Nizário Gurgel, que é do ramo Gurgel no Rio Grande do Norte, precisamente de Caraúbas.

Paulo Gurgel disse...

Olá, Rodrigo.
Parabéns pela forma como passa o tempo livre. E obrigado por compartilhar seus achados.

Unknown disse...

Olá Paulo,meu nome é Rodolfo Gurgel de Minas Gerais. Meu bizavó é da cidade de Itabirito/MG e tenho encontrado centenas de referencias ao nome Gurgel num estudo realizado pela UFMG http://www.arq.ufmg.br/nehcit/itabirito . Inclusive no Museu da Inconfidência aqui em Ouro Preto está enterrado SALVADOR CARVALHO DO AMARAL GURGEL. A Cidade de Ouro Preto é muito proxima de Itabirito. Você tem alguma informação deste Gurgel enterrado no museu da Inconfidência?

Paulo Gurgel disse...

Olá, Rodolfo.
Vi o site Itabirito/UFMG que você me indicou. Digitando "Gurgel" em "Buscar", a gente encontra 535 resultados referentes a nomes de pessoas da família Gurgel que viveram em Itabirito, no século 19 e início do século 20. O site é um achado.
Quanto a SALVADOR CARVALHO DO AMARAL GURGEL, tenho informações sobre ele. Nascido em Parati-RJ, era médico e foi condenado à pena de morte por sua participação na Inconfidência Mineira. Sua condenação foi depois comutada para a pena de degredo na África. Ele viveu em Moçambique, exercendo a profissão de médico no exílio e não lhe sendo permitido voltar ao Brasil. Seus restos mortais em Moçambique teriam sido transferidos para o Museu da Inconfidência, em Ouro Preto-MG, a pedido de Getúlio Vargas (1936).
Há dúvidas se os restos mortais são realmente dele.
Leia: O GURGEL INCONFIDENTE, aqui em "Linha do Tempo".
http://gurgel-carlos.blogspot.com.br/2011/01/o-gurgel-inconfidente.html
Leia também: Um Gurgel fluminense que foi inconfidente mineiro, de João Bosco Serra e Gurgel. In: Google Docs (https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=gmail&attid=0.1&thid=12d5903c5b63d5e6&mt=application/msword&url=https://mail.google.com/mail/?ui%3D2%26ik%3D734ee5a9e6%26view%3Datt%26th%3D12d5903c5b63d5e6%26attid%3D0.1%26disp%3Dattd%26zw&sig=AHIEtbTV7kgiQY0AwLZ_bkWdLXyUEbRLkw) e O inconfidente que virou santo: estudo biográfico sobre Salvador Carvalho do Amaral Gurgel, de Adelto Gonçalves. In: Scielo (http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142010000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt).

Lucianno Gurgel disse...

Olá, Paulo Gurgel! Minha família é toda de Mossoró-RN e tem ligação com o Coronel Gurgel, muito conhecido por enfrentar lampião. Estou interessado em ver se os nomes dos meus avós, tios e da minha mãe constam nesse documento que você citou acima. Meu email é: gurgel.lucianno@gmail.com
Aguardo retorno.
Att,
Lucianno Gurgel.

Paulo Gurgel disse...

Para Lucianno Gurgel
TIBÚRCIO VALERIANO GURGEL DO AMARAL, n. 14/04/1843, na "Fazenda Porteiras", em Aracati, Ceará. Emigrou para o Oeste Potiguar onde fundou a propriedade Brejo do Apodi, encravada no atual município Felipe Guerra. Cc. s/ sobrinha CAETANA GESUMIRA GURGEL DE OLIVEIRA; são pais de:
F. 1 - MARIA GURGEL DO AMARAL
F. 2 - JOSÉ GURGEL DO AMARAL
F. 3 - ANTONIO (VALERIANO) GURGEL DO AMARAL, n. 12/12/1872, em Caraúbas, RN. Foi comerciante, prefeito em Natal (a confirmar por outras fontes) e também proprietário rural no Oeste Potiguar. Viajando de Mossoró para Caraúbas e Brejo do Apodi foi aprisionado por Lampião em 12/06/1927 e mantido refém por 17 dias. Quando foi solto recebeu 2 moedas de ouro oferecidas por Lampião para sua neta YOLANDA GURGEL GUEDES. Cc. s/ prima MARIA AMELIA DE OLIVEIRA; são pais de:
N. 1 - RAIMUNDO FERNANDES DE OLIVEIRA GURGEL, n. 30/05/1898. Cc. s/ prima SEBASTIANA BRITO GURGEL; são pais de: ZULEIDE, ISNARDO, MARIA ISABEL, PAULO, JOSÉ CARLOS E GRAZIELA
N. 2 - HELENA OLIVEIRA GURGEL. Cc. JAIME GUEDES, funcionário do Banco do Brasil, em Mossoró. Ocupava a função de gerente quando do ataque de Lampião àquela cidade. Tomou providências para salvaguarda do numerário e elaborou extenso e bem redigido relatório à direção central do Banco. Referido documento constitui hoje acervo do Documentário Histórico do Banco do Brasil. O casal deixou cinco filhos (não citados nesta fonte).
N. 3 - MARIO DE OLIVEIRA GURGEL, n. 1901. Cc. s/ prima ADALGISA GURGEL; são pais de EDUARDO ANTONIO GURGEL
F. 4 - PAULO GURGEL DO AMARAL
F. 5 - JOEL GURGEL DO AMARAL
F. 6 - QUITÉRIA GURGEL DO AMARAL
F. 7 - TILON GURGEL DO AMARAL
F. 8 - ALCIDES GURGEL DO AMARAL
F. 9 - TIBURCIO GURGEL FILHO
F. 10 - FAUSTO GURGEL DO AMARAL
F. 11 - CLOTILDE GURGEL DO AMARAL
F. 12 - FRANCISCO GURGEL DO AMARAL
F. 13 - FILOMENA GURGEL DO AMARAL
F. 14 - CAETANA GURGEL DO AMARAL
Fonte: NA TRILHA DO PASSADO, de Aldysio Gurgel do Amaral
BLOCO 18 (páginas 213 - 223)

Rhovena Gurgel disse...

Olá.
Bom dia!
O que você sabe sobre a familia Gurgel no Espirito Santo?
O que sei é que: Alguem da Familia Gurgel adotou/deu nome um avô ou bisavô meu...
Como posso saber qual foi esse Gurgel?
abraços

Paulo Gurgel disse...

A família Gurgel no Brasil teve início com o casal Toussaint Gurgel - Domingas Amaral no Rio de Janeiro, ao término do século 16. Ao longo do tempo, seus descendentes foram se espalhando por vários estados do País, o que inclui o Espírito Santo.
Infelizmente, não disponho de imformações sobre o ramo da família Gurgel em seu Estado.
Rhovena, procure localmente essas informações. Caso não as encontre, sugiro que você mesma dê início a este levantamento genealógico, começando por seus parentes mais próximos.
Toda caminhada tem o seu primeiro passo.
Um abraço.

Elizabeth Albuquerque disse...

Boa Noite
Desde de pequena, sempre fui apaixonada pela historia da família Gurgel e os seus vários descendentes que vivem se esbarrando por ai. Próximo mês é aniversário de casamento dos meus avós João Batista e Lindalva Gurgel que é filha do Coronel Joel Gurgel, queria poder de presentes a eles a árvore completa (ou nao) da nossa origem, algo que Traria muita felicidade pois com o passar dos anos a mente vai esquecendo alguns nomes e a futuras gerações nao teriam chance de conhecer o passado. Agradeço desde já pela ajuda
Somos de Caraúbas/Rn

Paulo Gurgel disse...

Minha cara Elizabeth,
Pesquisando o livro "Na Trilha do Passado", de Aldysio Gurgel, encontrei os seguintes nomes:
JOEL GURGEL DO AMARAL (p. 136), nascido em 26/09/1897, 4º filho de OLINTO OLIVEIRA GURGEL, nascido em 15/10/1868, Caraúbas-RN, casado com MARIA ANTONIA LUCENA. Não há informação de descendência para este JOEL.
JOEL GURGEL DO AMARAL (p. 218), nascido em 12/07/1877, 5º filho de TIBURCIO VALERIANO GURGEL DO AMARAL, nascido em 14/04/1843, em Aracati-CE, casado com sua sobrinha CAETANA GESUMIRA GURGEL DE OLIVEIRA, nascida em 08/07/1851, em Caraúbas-RN. Este segundo JOEL faleceu em 08/12/1882, aos 5 anos de idade.
LINDALVA GURGEL MONTE (p. 188), 1ª filha de MARIA BARROS GURGEL, nascida em 24/01/1925, no Ceará, com FRANCISCO DAS CHAGAS MONTE. LINDALVA era casada com LEO DANTAS DE FREITAS.